A Ordem e a Cultura
 
 

 

Uma das características da Ordem Maçônica Mista Internacional “Le Droit Humain” é o seu compromisso com a cultura, estimulando seus Membros ao estudo e à pesquisa sobre os mais diversos assuntos, tais como científicos, filosóficos, artísticos, biográficos e muitos outros. Este é o resultado de um longo processo dirigido à expansão intelectual  e um melhor trabalho junto à sociedade em geral.

Esse mesmo compromisso, a Ordem Maçônica Mista Internacional ”Le Droit Humain” irá procurar difundir junto aos não membros, fornecendo informações que lhes tragam meios de fazer uma reflexão sobre seu progresso mental e intelectual.

Assim, nosso site na Internet fará regularmente uma breve divulgação de eventos no mundo das artes de maneira geral. Em "Links Interessantes" os interessados deverão abrir o item "Agenda Cultural" para estarem em dia com os acontecimentos culturais,

Esperamos que todos façam um bom proveito das informações que irão receber.

 

Através dos séculos, os seres humanos buscam a chave dos numerosos enigmas da vida. Alguns o fizeram através da religião, outros através da pesquisa científica. Alguns o fizeram abertamente, outros em segredo, e ainda outros discretamente.

Os Franco-maçons buscam, e eles não pretendem ter todas as respostas. Eles mostram que, com prudência, estão marchando diariamente na busca da Verdade, isto é, para o que é justo e verdadeiro.

A Franco-Maçonaria não é um fim em si mesma, mas um meio sob o signo da Tolerância, da Liberdade, da Igualdade a da Fraternidade. Ser membro da Ordem Maçônica Mista Internacional "Le Droit Humain" é uma opção de vida, e conforme o Artigo 3 da Constituição Internacional, rumo ao "respeito à laicidade e à todas as crenças religiosas relativas à eternidade ou a não-eternidade da vida espiritual..."

Os profanos, homens e mulheres livres, desejosos por se aperfeiçoarem e trabalharem no progresso da Humanidade, podem pedir sua entrada na Franco-Maçonaria, porque ela pode trazer-lhes um modo de realização, uma razão de viver, um IDEAL.

O dever de um membro de "Le Droit Humain" consiste em servir à Humanidade de maneira altruísta, afastando-se de toda forma de lucro pessoal ou auto-promoção.

O trabalho de "Le Droit Humain" não está terminado e todos os seres humanos estão convidados a participar. Enfim, uma citação de nossa Irmã Maria Deraismes, uma visionária:

 

"Eu vos deixo um Templo inacabado"