OS “DIREITOS” DA MULHER AO LONGO DA HISTÓRIA

30/03/2015 09:37

 

Código  de Hamurabi (rei Hamurabi  século 17):

"Quando  uma mulher tiver conduta desordenada e deixar de cumprir suas obrigações do lar,  o marido pode submetê-la à escravidão. Esta servidão pode, inclusive, ser  exercida na casa de um credor de seu marido e, durante o período em que  durar, é lícito a ele (ao

marido) contrair novo matrimônio."

 

Constituição  Nacional Suméria (século XX A.C.):

"A  mulher que se negar ao dever conjugal deverá ser atirada ao  rio."

 

Zaratustra  (filósofo persa, século 7 A.C.):

"A  mulher deve adorar o homem como a um deus. Toda manhã, por nove vezes consecutivas, deve ajoelhar-se aos pés do marido e, de braços cruzados, perguntar-lhe:

'Senhor, que desejais que eu faça?'"

 

Péricles  (político grego, século V A.C.):

"As  mulheres, os escravos e os estrangeiros não são

 

Confúcio  (filósofo chinês, século V A.C.):

"A mulher é o que há de mais corrupto e corruptível no mundo."

 

Demóstenes  (político grego, século IV A.C.):

“A  mulher deve pedir ao seu marido, antes dele morrer, que lhe designe um tutor, ou até, se for da conveniência dele, um segundo   marido."

 

2. Aristóteles  (filósofo, século IV A.C.):

"A natureza só faz mulheres quando não pode fazer homens. A mulher é, portanto, um homem inferior."

 

(Pitágoras – Filosofo grego 496 571 A.C.)

“Existe um princípio bom que gerou a ordem, a luz e o homem; há um princípio mau que gerou o caos, as trevas e a

 

Leis  de Manu (  2 A.C. e 2 D.C. da Índia):

"Mesmo que a conduta  do marido seja censurável, mesmo que este se dê a outros amores, a mulher virtuosa deve reverenciá-lo como a um deus. Durante a  infância, uma mulher deve  depender de seu pai, ao se casar de seu marido; se este morrer, de seus  filhos e se não os tiver, de seu soberano. Uma mulher nunca deve governar  a si própria."

 

 (Eclesiástico 25:26)

"Toda malícia é leve, comparada com a malícia de uma

 

São  Paulo (apóstolo, ano 67 D.C.):

"Que as  mulheres estejam caladas nas igrejas, porque não lhes é permitido falar.  Se querem ser instruídas sobre algum ponto, interroguem em casa aos seus maridos."

 

Tertuliano  (teólogo cartaginês, século III )

"Mulher,  tu és a porta do inferno, foste tu a primeiro violar a lei divina, a corromper aquele que o diabo não ousava atacar de frente; tu foste, na verdade, a causa da morte de Jesus Cristo."

2. (Quinto Tertuliano, escritor cristão, século III)

"Tu deverias usar sempre o luto, estar coberta de andrajos e mergulhada na penitência, a fim de compensar a culpa de ter trazido a perdição ao gênero humano...

Mulher, tu és a porta do Diabo."

 

Alcorão  (Maomé no século VII):

"Os   homens são superiores às mulheres porque Deus lhes outorgou a primazia sobre elas. Portanto dai aos varões o dobro do que dai às mulheres. Os maridos que sofrerem desobediência de suas mulheres podem castigá-las: deixá-las sós em seus leitos, e até bater nelas. Não se legou ao homem  maior calamidade que a mulher."

 

Yaroslao,  o Sábio (grão-duque de Kiev, russo, século  X):

"A vida  de uma mulher vale a metade da de um homem, no caso de, ao morrer, caber  ao Estado e seus parentes reclamarem indenização."

 

Marborde (monge de Angers, século Xl)

"Dentre as incontáveis armadilhas que o nosso inimigo ardiloso armou através de todas as colinas e planícies do mundo, a pior é aquela que quase ninguém pode evitar: é a mulher, funesta cepa de desgraça, muda de todos os vícios, que engendrou no mundo inteiro os mais numerosos escândalos."

2.Bernard de Morlas (monge. século XII)

"Toda mulher se regozija de pensar no pecado, e, de vivê-lo

 

São Tomás de Aquino (século XIII):

“Para a  boa ordem da família humana uns terão que ser governados por outros mais  sábios que aqueles; daí a mulher, mais fraca quanto ao vigor da alma e força corporal, estar sujeita por natureza ao homem, em quem a razão predomina. O pai tem que ser mais amado do que a mãe e merece maior respeito porque a sua participação na concepção é ativa, e a da mãe, simplesmente passiva e material."- a mulher é um defeito da natureza, um espécie de “homenzinho” defeituoso e mutilado. Se nasceu mulher deve-se a um defeito do esperma ou a ventos húmidos.

 

Petrarca  (poeta italiano do Renascimento, século XIV):

"Inimiga  da paz, fonte de inquietação, causa de brigas que destroem toda a tranqüilidade, a mulher é o próprio

 

2. Le  Ménagier de Paris (Tratado/conduta moral-França, século XIV):

"Quando  um homem for repreendido em público por uma mulher, cabe-lhe o direito de  derrubá-la com um soco,  desferir-lhe um pontapé e quebrar-lhe o nariz para que assim, desfigurada, não se deixe ver, envergonhada de sua face. E é  bem  merecido, por dirigir-se ao homem com maldade de linguajar  ousado."

 

Jakob  Sprenger (dominicano alemão século XV):

"Na  criação da primeira mulher houve uma falha, pois foi feita de uma costela curva. curvada na direção contrária à do homem. Portanto,  é um animal imperfeito. É mais fraca de mente e de corpo e por natureza  mais impressionável. Tem memória fraca, não é disciplinada, perdendo a  todo momento o sentido do dever. Por seus distúrbios passionais e  afetivos  é vingativa e propensa a abjurar a fé. Não é de se estranhar que este sexo  tenha dado tantas bruxas."

 

Lutero  (teólogo alemão, protestante, século  XVI):

O pior adorno que uma mulher pode querer usar é ser sábia

 

Henrique  VII (rei da Inglaterra, século  XVI):

"As  crianças, os idiotas, os lunáticos e as mulheres não podem e não têmcapacidade  para efetuar negócios."

 

Jean Bodin (jurista, sociólogo e historiador, século XVI)

"Que se leiam os livros de todos aqueles que escreveram sobre feiticeiros e encontrar-se-ão cinqüenta mulheres feiticeiras, ou então demoníacas, para um homem."

 

2.Descartes  (filosofo francês 1596 a 1650)

"Dizia querer escrever de modo tão claro que até as mulheres o compreendessem." 

 

Laurent Joubert (médico inglês, século XVII) 

"Pois a Natureza pretende fazer sempre sua obra perfeita e acabada: mas se a matéria não é própria para isso, ela faz o mais próximo do perfeito que pode. Então, se a matéria para isso não é bastante própria e conveniente para formar o filho, faz com ela uma fêmea, que é um macho mutilado e imperfeito."

 

.............................................................................

 

INICIO DO SÉCULO XVIII (Pastor Anderson compila Landmarks 1723) .-. segmento do pensamento da época:

 

Jean-Jacques  Rousseau (escritor francês, século XVIII):

"Enquanto  houver homens sensatos sobre a terra as  mulheres morrerão solteiras." 

“A inteligência da mulher é mais simples e elementar que a dos homens, mantém-se perpetuamente na infância; ela é incapaz de ver tudo que é exterior ao mundo fechado da domesticidade que a natureza lhe legou)

 - A falta de determinação da mulher é da sua natureza intrínseca. Resta-lhe a fonte do poder da sedução.

- A mulher é um ser destinado à procriação, ao lar e para agradar ao homem.

 

2. Constituição  Nacional inglesa (século XVIII):

"Todas  as mulheres que seduzirem e levarem ao casamento os súditos de Sua Majestade mediante o uso de perfumes, pinturas, dentes postiços, perucas e recheio nos quadris, incorrem em delito de bruxaria e o casamento fica automaticamente anulado.

 

Napoleão  Bonaparte (imperador francês, século XIX)

"As  mulheres nada mais são do que máquinas de fazer filhos”

 

Friederich  Hegel (filósofo alemão do século  XIX):

"A  mulher pode ser educada mas sua mente não é adequada às ciências mais elevadas, à filosofia e algumas das artes”

 

Pollyanna (personagem da literatura psicológica, século XX):

"A  mulher deve ser doce e suave no trato com seu companheiro, jamais pretendendo  tomar seu (dele) lugar dentro da ordem natural das coisas da vida."

 

Kant (filosofo prussiano 1724 a 1804)

"O fato das mulheres se destacarem na história por sua capacidade intelectual não era um fator suficiente para serem reconhecidas. Para isto teriam que ser homens.” 

- O papel da mulher é viver para o homem.

 

Schopenhauer (Filósofo Alemão 1788 a 1860) 

“A mulher é um ser de cabelos longos e pensamentos

 

2. Nietzsche (filosofo alemão  1844 a 1900 -)

"A mulher foi o segundo erro de Deus."

“A mulher é um ser fracassado”. O homem deve mantê-la sob sua dependência e domínio. O homem tem de conceber a mulher como “posse” como algo destinado a servir e que só dessa forma se realiza.

 

Oscar Wilde  (Poeta 1854 -1900)-

“Para os filósofos, as mulheres representam o triunfo da matéria sobre o espírito, enquanto os homens representam o triunfo doespírito sobre a moral.”  

 

Nelson Rodrigues (escritor 1912 a 1980)

"Eu não digo que toda mulher gosta de apanhar. Só as normais. As neuróticas reagem."

 

..parte dos textos são encontrados no endereço web:

https://www.ic.unicamp.br/~sidneygs/sidmort/lazer/textos /arquivos/os_direitos_da_mulher_ao_longo_da_historia.ht

 

NO BRASIL

 

Constituição de 1824 –

“Cidadão" era só homem. A mulher não podia votar, nem ser eleita. Podia trabalhar em empresas privadas, mas não podia ser funcionária

 

Constituição de 1934 - Consagrou, pela primeira vez, o princípio da igualdade entre os sexos.

 

Constituição de 1937 - Manteve as conquistas das Constituições anteriores, e acrescentou o direito a voto para as mulheres.

 

Constituição de 1946 - Representou um retrocesso para as mulheres quando elimina a expressão "sem distinção de sexo" quando diz que todos são iguais

perante a Lei.